Home » Política » Análise: Foi a eleição em que a TV teve de “assistir” à internet. Bolsonaro, muda discurso e diz que vai governar o Brasil com a Bíblia e a Constituição.

Análise: Foi a eleição em que a TV teve de “assistir” à internet. Bolsonaro, muda discurso e diz que vai governar o Brasil com a Bíblia e a Constituição.

Este 2018 será lembrado como o ano em que a internet “engoliu” a TV como veículo determinante de uma eleição. Até a última eleição presidencial, o horário eleitoral era o grande combustível dos candidatos. O tempo de cada partido na TV era disputado a tapa pelos partidos, e dentro deles também.

Presidente eleito também prometeu pacificar o país e um governo constitucional e democrático, “A nossa bandeira, o nosso slogan fui buscar naquilo que muitos chamam de caixa de ferramentas para consertar o homem e a mulher, que é a Bíblia sagrada. Fomos em João 8.32 que diz conhecemos a verdade e a verdade nos libertará”, afirmou. 

Um candidato com bastante tempo e apoio financeiro já tinha praticamente certa sua eleição. Em 2018 o candidato eleito foi o que menos gastou dinheiro e praticamente não tinha tempo na TV.

No 2º turno, Bolsonaro vence em 16 estados e Haddad, em 11; nas capitais, placar é de 21 a 6

Jair Bolsonaro (PSL) venceu em 15 estados e no Distrito Federal no 2º turno das eleições de 2018. Fernando Haddad (PT), em 11. Nas capitais, o placar foi de 21 a 6. Nesses locais, o presidente eleito teve mais de 50% dos votos válidos, cálculo que exclui os brancos e os nulos.

Mais que isso: além da própria eleição, arrastou consigo uma numerosa bancada no Congresso (que obviamente não tinha tempo na TV também). Esta foi literalmente a eleição da internet e não há dúvidas de que o vitorioso soube usá-la (para o bem e para o mal) com maior eficiência que seus adversários. Bolsonaro começou a arregimentar seu “exército” eleitoral anos antes.

Do ponto de vista jornalístico ou factual, a internet ainda suplantou qualquer outro veículo em importância. Foi nela que grassaram as “fake news”. Foi ali também via internet que também se revelaram crimes de ódio, criaram perfis falsos, invadiram redes e aparelhos alheios e, claro, foram feitas ameaças de agressão e até de morte.

Também foi na internet que amigos se tornaram ex-amigos cheios de rancor, por causa de divergências partidárias ou somente de opinião. Sim, foi a eleição da violência, mas também dos memes.

Bolsonaro diz que vai governar o Brasil com a Bíblia e a Constituição

Eleito presidente do Brasil neste domingo (28), Jair Bolsonaro (PSL) afirmou que será guiado pela Bíblia e pela Constituição durante seus quatro anos de governo.

Em discurso transmitido pela internet menos de meia hora após o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) anunciar sua eleição, Bolsonaro chamou a Bíblia de “caixa de ferramentas’ para consertar o homem e a mulher.

“O que mais quero é, seguindo os ensinamentos de deus, ao lado da Constituição brasileira, inspirando-se em grandes líderes mundiais, e com uma boa assessoria técnica e profissional, isenta de indicações políticas de praxe, começar a fazer um governo a partir do ano que vem que possa realmente colocar o nosso Brasil no lugar de destaque. Temos tudo para ser uma grande nação”, afirmou.

 No 2º turno, Bolsonaro vence em 16 estados e Haddad, em 11; nas capitais, placar é de 21 a 6

Jair Bolsonaro (PSL) venceu em 15 estados e no Distrito Federal no 2º turno das eleições de 2018. Fernando Haddad (PT), em 11. Nas capitais, o placar foi de 21 a 6.

Nesses locais, o presidente eleito teve mais de 50% dos votos válidos, cálculo que exclui os brancos e os nulos.

 


Sobrinho Sobrinho

Deixe um comentário